Minha nova Coleção

De todas as efervescencias que embalam as noites anteriores a esta, posso contar apenas uma. Talvez duas. Ok, três.

O rosto que enaltece os sonhos mais libidinosos.
A ternura do sorriso que abriga a alegria de pulsar.
Um fim de tarde entre àguas, conversas e fumaça.
Uma nova coleção de figurinhas, mais diferentes possíveis umas das outras e uma satisfação de perseguir um algo que beira o corriqueiro.

Fugir
sim
durante muito tempo
uma vida inteira

Agora é hora de agir displicentemente. Deixar a janela aberta a centoevinte por hora e apreciar as luzes bucólicas da incrível melancolia do mestre Lucio. A dor que percorre a garganta e sangra o nariz pela manhã. Não esqueça a secura que nos lembra às 9a.m que 16p.m será pior. Um novo balanço. Quero o sorriso colado em outros lábios. Novos traços. Belas paragens.

Bom, falei de mais. Apague a luz e deixa pra mais tarde.